04 agosto 2017

Longevidade

O homem está programado para viver mais de cem anos. Em um século, conseguimos duplicar nossa expectativa de vida, graças aos avanços da ciência e da medicina. No entanto, o ritmo da vida moderna e outros fatores atuais interferem para uma maior longevidade. Entre eles, estão a má alimentação, o sedentarismo, o estresse, o álcool, o fumo e a violência urbana. Muitos deles poderiam ser evitados ou amenizados. A prevenção é obtida principalmente com uma boa alimentação, que após a terceira década deve ser acrescida de uma suplementação vitamínica. O esgotamento do solo, a excessiva industrialização dos alimentos e a grande quantidade de aditivos, agravam o problema. Os estudos atuais demonstram que nossa capacidade em absorver nutrientes e vitaminas dos alimentos, diminui à medida que envelhecemos. No entanto, suplementos vitamínicos, medicamentos e cirurgias muitas vezes não são suficientes. A medicina do século XXI esta voltada para a prevenção e a profilaxia é o caminho mais seguro para a longevidade.

A Cirurgia Plástica tem como objetivo transcendente, a tentativa de harmonização do corpo com o mente. Visando restabelecer o equilíbrio interno, permitindo ao paciente reestruturar-se e reencontrar-se consigo e com o universo que o cerca. No entanto, além das limitações anatômicas e das particularidades de cada um, o resultado pode ser alterado por muitos fatores. E a interpretação final da cirurgia pode ser muito benéfica para o paciente preparado. Por outro lado, quando má indicada, por melhor que seja executada, jamais trará satisfação ao paciente ansioso (Ex: paciente com DDC-Distúrbio Dismórfico Corporal). Felizmente, na maioria dos casos, muitos procedimentos cirúrgicos e ambulatoriais são capazes de minimizar as marcas do tempo. A Blefaroplastia e a Ritidoplastia são as cirurgias mais realizadas com este fim. Associadas ao preenchimento de rugas com gel de Ácido Hialurônico, paralização parcial da mímica com a toxina Botulínica e a utilização de produtos que melhoram a qualidade da pele ( como o DMAE, o Ácido Alfa Lipóico e a Vitamina C).

A Medicina Preventiva é a grande aliada da vida. Após a terceira década são necessárias visitas médicas anuais, onde homens e mulheres necessitam de prevenções específicas. Os profissionais de cada especialidade devem trabalhar em conjunto e em prol do bem estar dos seus pacientes. A relação médico-paciente é primordial para o sucesso do tratamento. É necessária uma abordagem holística, para que haja uma perfeita homeostase das nossas funções vitais com a mente. Pois, um número crescente de doenças e sintomas psicossomáticos é encontrado nos consultórios médicos, como reflexo da vida moderna e do trabalho sobrecarregado. É preciso manter um ritmo de vida saudável, fazer do trabalho uma atividade prazerosa intercalada de repouso e meditação. Sempre buscando o objetivo para os seus atos, uma razão suprema ou simplesmente um motivo para viver mais e melhor. E desta forma atingir a terceira, a quarta, a quinta, enfim, a melhor idade.